Vamos transformar juntos o Comércio Exterior no Brasil.

Estão abertas as inscrições para o Programa de Aceleração da 4Comex, a primeira aceleradora exclusivamente focada em comércio exterior.

Faça sua Inscrição

Blog Aceleradora 4Comex

14.08.2019 Dicas

Os vilões que matam a nossa criatividade

Nos últimos posts falamos sobre conceitos importantes como: Inovação, Criatividade e Confiança Criativa. Aprendemos que para a inovação acontecer é preciso ter boas ideias e pessoas dispostas a colocar essas ideias em prática para gerar valor.

 

Você sabia que a criatividade é tida como uma das habilidades do futuro?

 

Uma pesquisa realizada pela IBM com mais de 150 CEO’s revelou que: a criatividade é a competência mais importante da liderança frente a complexidade do mercado globalizado.

 

Uma outra pesquisa realizada pela Adobe, mostrou que: 85% das pessoas consideram o potencial criativo como chave para o crescimento econômico. Porém, a mesma pesquisa apresentou um dado alarmante: apenas 25% das pessoas consideram que estão utilizando 100% o seu potencial criativo.

 

Se a criatividade é uma habilidade tão reconhecidamente importante, por que não é aplicada no dia a dia de trabalho das pessoas?

 

Se olharmos cuidadosamente para a forma como pensamos e agimos no trabalho e em nossa vida cotidiana, vamos notar que existe uma série de vilões que matam o nosso potencial e a confiança criativa.

 

Esses vilões se apresentam na forma de modelos mentais e crenças que limitam a nossa criatividade. O primeiro e mais conhecido deles é: “Eu não sou criativo”.

 

Muitas pessoas acreditam que ser criativo é um talento, mas isso não é verdade, todos nós já nascemos com a capacidade de pensar de forma criativa.

 

Basta olhar para uma criança e como ela é capaz de imaginar e propor ideias inusitadas.

 

O que acontece é que ao longo da nossa trajetória escolar, acadêmica e profissional, em função de como todo esse sistema foi organizado, vamos deixando a nossa habilidade de pensar de forma criativa de lado.

 

Você já notou como o sistema de ensino nos recompensa por repetir sempre as mesmas respostas já conhecidas e tidas como certas?

 

A criatividade é justamente o extremo oposto desse comportamento. Para ser criativo é preciso olhar para um desafio e imaginar diversas formas de resolvê-lo, não apenas uma. As boas ideias nascem justamente da tentativa e do erro, da geração de uma grande quantidade de possíveis soluções.

 

Quando não nos acreditamos criativos, estamos bloqueando qualquer possibilidade de termos ideias inovadoras, pois não vamos nos permitir imaginar novas soluções ou, quando isso ocorrer, não vamos ter a confiança criativa para expor nossos pensamentos e colocar aquilo que imaginamos em prática.

 

As empresas, e a sociedade como um todo, perdem muito quando as pessoas deixam de acreditar que podem ter ideias criativas e passam a repetir as mesmas soluções já testadas, pois com isso deixamos de inovar e progredir.

 

Como você acha que podemos combater esse vilão? Como podemos passar a nos acreditar mais criativos?

 

Vamos Conversar? Cadastre seu email e fique conectado com esse ecossistema de inovação.

Realização

A Columbia Trading é uma empresa atuante no ramo logístico e trading no Brasil, parte do Grupo ECOM, líder mundial em operações de Trading de Commodities Agrícolas, é prestigiada por ser uma das empresas mais éticas e responsáveis. Associada ao Instituto Ethos, pautam a experiência do usuário (UX) como ponto chave para o sucesso. Em 20 anos de existência, especializaram-se em soluções para Comércio Exterior, além de possibilitar um processo mais otimizado de importação e exportação aos seus clientes. Veja mais:

www.columbiatrading.com.br
Contato
imprensa@a4comex.com.br
projetos@a4comex.com.br